José Cardoso



Apresentação

Trabalhando sobretudo como designer gráfico e ilustrador, José Cardoso foi co-fundador do projecto Salão Cóboi, em 2009, onde produziu objectos tridimensionais e publicações pela Plana Press. Vive e trabalha no Porto assumindo o projecto multi-disciplinar Tomba Lobos. É igualmente músico e co-editor na Gentle Records. Participou em várias antologias de desenho, tendo produzido a sua própria monografia de imagens apropriadas e transformadas. Desde o início da sua carreira artística que Cardoso tem revelado uma predilecção pela criação de characters, empregando toda uma série de estratégias de alta estilização, ainda que de uma grande variedade material, para fazer emergir uma verdadeira galeria de mascotes de produtos que não existem ou personagens de histórias apenas imaginadas pelos espectadores. Trabalhando à medida das circunstâncias, mas alimentando a ideia de séries, os seus “retratos”, que manipulam digitalmente fotografias com plasticina ou outros materiais moldáveis, têm apresentado uma particular contribuição para a noção do grotesco. A ideia de ludicidade e recombinação estão presentes na série criada em exclusivo para a Tinta nos Nervos, Muito Prazer, que encena uma potencial sessão de speed-dating num universo em que o programa de animação Morph foi reimaginado por Francis Bacon. 
Overview

Working mainly as a graphic designer and illustrator, José Cardoso was a co-founder, in 2009, of Salão Cóboi creating three-dimensional objects and publications via Plana Press. Lives and works in Oporto, in part through the multidisciplinar project Tomba Lobos. He is also a musician and co-publisher at Gentle Records. He has participated in several anthologies of drawing, having produced his own monographs with appropriated and manipulated images. Ever since the beginning of his artistic career, Cardoso has shown a penchant for the creation of characters, using many strategies of high stylization, even though across an enormous variety of materials, in order to put out a true menagerie of mascots of products that will never be made or characters of stories that only the spectators shape in their minds. Cardoso works against all odds, always following the notion of series: his “portraits,” which digitally manipulate photographs with plasticine, playdough or other shapeable materials, have been actively contributing to a contemporary remaking of the art-historical concept of the grotesque. The notions of recombination and playfulness are blatantly present in the exclusive series created for Tinta nos Nervos, “Muito Prazer” (“Delighted to meet you”), which act the part of a speed-dating session in a universe in which the children’s show Morph was reimagined by Francis Bacon.  



Mark